BOE. Vinte E Cinco De Maio De 197

BOE. Vinte E Cinco De Maio De 197

Conquistou os títulos de marquês da Ria de formoso horizonte e grande de Espanha. Foi o segundo presidente do Governo de Espanha desde a reinstauração da democracia entre fevereiro de 1981 e dezembro de 1982, durante a i legislatura. Filho de Leopoldo Calvo Sotelo e de Mercedes Bustelo Vázquez, nasceu em 14 de abril de 1926, em Madrid. Era tio de Mercedes Cabrera Calvo-Sotelo, ministra da Educação da galiza.

Dois filhos foram secretários de Estado nos governos de José María Aznar. Instituição Livre de Ensino, no Instituto Santo Tomás de Aquino, de são paulo, no Instituto Peñaflorida de São Sebastião e o Instituto Cervantes de Lisboa.

Em 1974, foi eleito procurador em Cortes, como representante dos empresários de indústrias químicas. Em 1975, foi nomeado ministro do Comércio no primeiro Governo da Monarquia, que presidia Arias Navarro e do qual faziam parte, como ministros Adolfo Suárez e Manuel Fraga, além de outros mais. Demitiu-se do cargo de ministro para concorrer às primeiras eleições democráticas (1977) e concentrar-se na organização do novo partido que teria de ganarlas: a União de Centro Democrático (UCD), do presidente Suárez. Durante teu governo, foi assinado um acordo pra construção de emprego com as centrais sindicais e os empresários, foi aprovada a lei do divórcio, Portugal ingressou na OTAN e fechou-se o mapa regional.

Os encontros de Calvo-Sotelo com o dessa maneira líder da oposição, Felipe González, foram constantes, em uma conexão governo-oposição do que nunca depois que imediatamente existiu, apesar da selvajaria do PSOE contra teu governo. Durante este biênio ocorreram escândalos como o do óleo de colza, e não foi um ciclo acessível para o país.

nas eleições gerais de 1982 ocupa o segundo espaço na relação eleitoral de UCD por Madrid, que encabeçava Landelino Lavilla, produzindo-se a derrocada eleitoral de UCD. Passa a ser o partido do governo a possuir uma dúzia de deputados. Calvo-Sotelo só consegue ser deputado da demissão de Lavilla. Após isso, é eleito membro da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa em 1983 e eurodeputado no Parlamento Europeu entre os anos de 1986 e 1987, integrado no Partido Popular Europeu.

  • Um mercado de serviço favorável ao emprego
  • 18:Trinta e cinco horas. Votação nestes momentos o seleccionador português, Julen Lopetegui
  • Por que assinam Rajoy e Rivera, um pacto que não basta
  • três Idade Média 3.Um Época visigoda
  • RWTH de Aachen (Alemanha)
  • o Que é um broker

Presidiu a Fundação Ortega y Gasset (1992 a 1997) e as direcções das Fundações Antonio Nebrija e Eduardo Torroja. Foi afiliado do Colégio de Engenheiros de Caminhos, Canais e Portos, do Círculo de Economia, do Clube de Madrid, a Fundação Carlos de Amberes, da Fundação Transição Espanhola e do Real Instituto Elcano.

em dezesseis de novembro de 2005 ingressou na Real Academia de Ciências Morais e Políticas, com a leitura de A respeito da Transição externa. No ano de 2007, ele se tornou associado fundador da Fundação Transição Espanhola. No ano de 2002, o rei ofertou-lhe um título de nobreza com a ocasião do vigésimo aniversário de seu afastamento do poder e, seguindo a tradição de concedê-los aos ex-presidentes do Governo e, antes, do Conselho de Ministros.

Calvo Sotelo, concedido postumamente pelo general Franco, a teu tio José Calvo Sotelo. Assim, em vinte e cinco de junho de 2002, foi concedido o título de marquês da Ria de formoso horizonte, com grandeza de Espanha. Em três de maio de 2008, faleceu aos 82 anos de idade, na sua casa da cidade de Pozuelo de Alarcón (Madrid) por uma parada cardíaca. O ex-presidente não sofria de nenhuma doença. Poucos meses antes, ele sofreu uma queda que não chegou a se recuperar na sua totalidade e que lhe provocou um progressivo agravamento de seu estado de saúde.