História Do Hambúrguer

História Do Hambúrguer

As origens da hambúrguer são incertos, contudo provavelmente foi elaborada pela primeira vez no período que vai do conclusão do século XIX até começo do século XX. O hambúrguer moderna nasce das necessidades culinárias de uma sociedade que, por sua recente industrialização, tem um ritmo de vida mais acelerado.

A história deste alimento é inesquecível por abundantes motivos. O hambúrguer, juntamente com o fried chicken e a torta de maçã, faz quota do conjunto de alimentos ícones da gastronomia norte-americano. O hambúrguer se espalhou como alimento por todo o mundo, quem sabe por ser fácil de dominar as diferentes culturas culinárias do universo. Big Mac da cadeia de restaurantes de fast-food McDonald’s. O hambúrguer é um alimento, o que se reflete quota da história do século XX e que, por incalculáveis motivos, se lhe tem atribuído um direito simbolismo.

A mais antiga fonte que se sabe sobre o assunto esta preparação data do império romano, e está documentada no livro De re sabor leve (Sobre matéria de cozinha). Na referida obra, Marco Gavio Apicio, patrício e gastrónomo romano, que viveu ao longo do reinado do imperador Tibério, descreve a preparação da isicia omentata, que é, fundamentalmente, o que hoje se conhece como hambúrguer.

É provável que este prato fora utilizado pelas legiões romanas pela campanha devido à sua facilidade para transportá-lo e cozinhá-lo. Os exércitos romanos puderam ter posto no decorrer da ocupação da Germânia. Muito antes de que se produza a disputada invenção de hambúrguer nos Estados unidos, na Europa de imediato existiam alimentos com várias semelhanças culinárias. No século XII, os mongóis, uma tribo nômade, costumavam portar durante tuas contínuas viagens de sua própria comida, composto por muitas variedades de lácteos (airag) e carne de animais (cavalo ou camelo). Horda de Ouro. Este exército de cavalaria se movia rapidamente, deste modo que, quando não lhes era possível parar para comer, estavam obrigados a ter que se alimentar no tempo em que cavalgavam.

  • Brisas do sul
  • Fev.2009 | 10:00
  • Francis A. Walker Medal (1962)
  • Looper, Argo
  • Para quê você quer um filho

Desta maneira colocou alguns pedaços de carne em forma de filetes ante as selas e dessa maneira a carne é desintegração com o correr frequente e se cozinhava com o calor animal. Era tradicional que seguissem os exércitos agrupamentos de diferentes animais (rebanhos ou manadas de cavalos, ovelhas, bois, etc.), que forneciam a contribuição de proteína necessária para a dieta dos guerreiros.

Marco Polo há especificações de costumes culinários dos guerreiros mongóis, indicando que a carne de um pônei poderia fornecer a refeição diária a cem guerreiros. No momento em que os exércitos mongóis invadiram a Rússia, os seus cavaleiros deixaram a marca da carne de cavalo picada que logo após denominou-se de bife tártaro.

Apesar de que sem fornecer um nome claro, a primeira explicação do bife tártaro fez o escritor Júlio Verne, em 1875, em teu romance de Miguel Strogoff. Entre o bife tártaro e o Labskaus alemão existem certas semelhanças, ao semelhante que com o Mett. Novas carnes picadas cruas como o carpaccio italiano mostraram-se no século XX; o carpaccio foi inventado em 1930, no Harry’s Botequim de Veneza.

Durante o tempo que a carne moída é localizado em várias culturas da Europa e da Ásia Central, a história do outro ingrediente de hamburger, pão, tinha passado por canais diferentes. Entre os seus múltiplos usos, é indubitável que tinha a fornecer suporte a outros alimentos, porém a especificação desse emprego com a expressão sanduíche não é feita até o século XVIII. Todavia, não foi até o ano de 1840, quando a cozinheira Elizabeth Leslie descreveu no seu livro de receitas a receita de um sanduíche pela primeira vez pela culinária dos Estados unidos.