Instagram Quer Acabar Com O Assédio Da Inteligência Artificial

Instagram Quer Acabar Com O Assédio Da Inteligência Artificial

Instagram começou a usar uma tecnologia qualificado de detectar o assédio que geram várias das imagens que se penduram pela rede social. Esta novidade, apresentada na terça-feira, é mais um sinal do serviço que exercem as corporações de tecnologia com inteligência artificial para poder moderar suas plataformas e mantê-las livres de ‘bullying’.

“Enquanto a maioria das fotos que são compartilhadas no Instagram são positivas, em ocasiões em que há imagens que não são bem-vindos”, explicou Adam Mosseri, o novo chefe da mídia social, em um comunicado. “Estamos utilizando a tecnologia de aprendizagem automática pra detectar de forma proativa o ‘bullying’ nas imagens para, logo em seguida, enviá-las para nosso computador para que as examine”, acrescentou Mosseri. De acordo com a NBC News, a nova ferramenta “anti-bullying’ utiliza inteligência artificial pra contextualizar as imagens e marcá-las, ou não, como assédio. Neste sentido, um porta-voz do Instagram citou que a tecnologia poderá detectar ameaças ou ataques a aparência ou feitio de alguém.

Como por exemplo, poderá detectar se uma imagem comparada a uma pessoa com outra, de forma negativa. Ademais, a empresa de propriedade do Facebook, foi lançado “Kidness Camera Effect” em parceria com a bailarina Maddie Ziegler, famosa por ser a imagem dos videoclipes da cantora Sia. Segundo a CNN, esta atividade permite ter um efeito sobre a câmera a cada pessoa que siga a Ziegler pela rede social.

Com o jeito ‘selfie’ aparecem corações pela tela, enquanto que com a câmera frontal de mensagens amoroso escritos em diferentes idiomas haverá na tela. Facebook assim como introduziu tuas próprias ferramentas ‘anti-bullying’. Estas permitirão aos utilizadores apagar ‘ comentários ‘troll'” de seus ‘feeds’, com a opção de avisar-los em nome da vítima. E é que as corporações de tecnologia têm estado a trabalhar sob pressão para tentar gerenciar o controle do bullying e o discurso do ódio que, às vezes, se vê nas mídias sociais. Um desafio custoso, tendo em conta que nas plataformas convivem milhões de usuários. Neste porquê, o Facebook contratou milhares de funcionários pra controlar todo aquele conteúdo que possa violar as tuas regras.

  • Adicionados 13 idiomas do jogo
  • Rápido procedimento de instalação
  • Aprendizagem baseada em projectos
  • Usuário que reporta: –Lancha 8795 01:40 dezesseis out 2007 (CEST)
  • Garay –> Volta depois de cessão

Também estava escrito com numerosos erros de sintaxe e gramática, e se identificava com os organizadores com várias siglas que não se sabe se são pessoas, instituições ou o quê. E, mais grave ainda do que tudo isto, sem uma única referência a uma referência fiável que o faça por checar o conteúdo e que demonstre a relevância enciclopédica do concurso. Deste jeito, marcou-se como “sem interesse enciclopédico” e “página de promoção” e desse modo se apagou com menção específica a primeira destas razões.

Estimado favor de tua socorro, indicando que se deve limpar de edição, peço a tua colaboração para apoiar o episódio de a organização tem importância nacional e mesmo pedir uma cópia transferida pra minha oficina pra recuperação de dados. Eu restaurado em Usuário:Rafaecheve/Oficina pra que o melhores.

eu Não acho que seja indispensável limpar muito, porém por gentileza ahórranos o título de “Visão”, respectivo dos modismos dos consultores de corporações, entretanto muito inconveniente para uma enciclopédia. Limita o número de organizações com vínculos internos só aquelas que se possa crer razoavelmente que alguém vá a fazer um postagem sobre isso elas. Aliás, tome cuidado com os sinais de pontuação, que você cometeu vários erros deste sentido.