O Debate De Investidura Será O 4 E O 5 De Maio

O Debate De Investidura Será O 4 E O 5 De Maio

O Parlamento andaluz, realizará o debate de investidura de Susana Díaz como presidente dos próximos quatro e cinco de maio, segunda-feira e terça-feira da próxima semana, segundo divulgou de forma oficial o presidente do Parlamento, Juan Pablo Durán. Durán confirmou de forma oficial que só irá apresentar a candidatura de Susana Díaz, e que esta defende teu projeto político para a X Legislatura, a partir das 12 horas de segunda-feira, quatro de maio. A sessão será encerrada com a votação individual dos deputados, ao lado da presidente, que terá de adquirir a maioria absoluta da câmara (ou seja, 55 deputados dos 109 que a compõem).

Em caso oposto, será capaz de acontecer uma segunda votação, as 48h da primeira, em que Susana Díaz será capaz de ser eleita presidente se obtiver a maioria acessível dos votos. O presidente do Parlamento, Juan Pablo Durán, explicou que a tua responsabilidade é “investir o mais cedo possível, a presidente da Junta de Andalucía” pra que se forme um Governo, que convocará sucessivas votações para isso. O fundamento apresenta poder a João Paulo Durán pra convocar essas votações, que deverão estar separadas, cada quartenta e oito horas, quantas vezes estime oportunas.

  • 12:15 p. m Saudação Protocolar
  • C – E – G
  • Bona (1360)
  • 2 Terço de banderillas
  • O PSOE de Granada se coloca do lado de Sánchez e contra Susana Díaz
  • A Igreja católica considerou ao 2016, o Ano da Misericórdia.[2][3]
  • Fazer do departamento de operações de paz da ONU um verdadeiro estado-superior operacional
  • 17 de maio.- Os governos central e vasco assinam um acordo a respeito da vaga vasco

5 de junho: Pedro Pablo Kuczynski e Keiko Fujimori se mantém na 2ª volta, depois de estreita margem, não há vencedor das eleições presidenciais no Peru. 9 de junho: executam-Se eleições estaduais em catorze estados do México. Dez de junho: inauguração da Euro 2016, em França, com o jogo entre a seleção local e a Roménia. 12 de junho: ocorre o massacre da discoteca, Clique em Orlando, causando cinquenta mortos e cinquenta e três feridos. Vinte e três de junho: Reino Unido escolhe por intervenção de referendo deixar de ser afiliado da União Europeia.

26 de junho: o Partido Popular, liderado pelo presidente do Governo, Mariano Rajoy, ganha as eleições gerais de Portugal. 26 de junho: um helicóptero do Exército da Colômbia se precipita de modo acidental à terra no município de Pensilvânia (Caldas), morrendo os 17 ocupantes da nave. 28 de junho: um atentado perpetrado por 3 terroristas suicidas no Aeroporto Internacional Atatürk de Istambul (Turquia) razão quarenta e cinco 239 mortos e feridos. Três de julho: o Estado Islâmico perpetrado um ataque suicida em Bagdá e circunstância em torno de 250 falecidos. 4 de julho: A Sonda Espacial Juno entra na órbita de Júpiter. Sete de julho-Dallas (EUA), 5 agentes da polícia foram assassinados por incalculáveis atiradores.

Gâmbia proíbe o casamento de moças. 22 de julho: acontece um tiroteio em Munique, pela Alemanha, em um restaurante McDonald’s do Centro Comercial Olympia, ocasionando 9 mortos e dezesseis feridos. Vinte e três de julho: um atentado suicida em Cabul (Afeganistão) razão oitenta 231 falecidos e feridos. O Estado Islâmico reivindicou tua autoria.

Vinte e quatro de julho: um atentado suicida em Bagdá (Iraque) provoca 21 falecidos e trinta e cinco feridos. O Estado Islâmico reivindicou tua autoria. 25 de julho a 1 de agosto: de Cracóvia (Polónia) acontece a XIX Jornada Mundial da Juventude com a presença do papa Francisco.