Southern Poverty Law Center

Southern Poverty Law Center

O SPLC bem como classifica e tabela de grupos extremistas ou, como são chamados nos EUA. Nos EUA, “grupos de ódio”, instituições que promovem e praticam o ódio, a selvajaria ou à brutalidade contra membros de uma raça, etnia, nação, religião, gênero, identidade de gênero, direção sexual ou de qualquer outro setor designado da comunidade. Em 1971, Morris Dees e Joseph J. Levin Jr. SPLC em Montgomery (Alabama), como um escritório de advogados especializados em direitos civis.

A estratégia sensacional do SPLC consiste em mostrar demandas cíveis em nome das vítimas de grupos extremistas e de ameaças e dureza, com o fim de esgotar economicamente os indivíduos e grupos responsáveis. O SPLC não aceita financiamento do governo, não cobra aos seus clientes, por sua representação bom, nem ao menos se beneficia dos pagamentos por perdas e danos.

as Suas campanhas de solicitação de doações e a acumulação de reservas vem sendo equipamento de determinadas avaliações. O Southern Poverty Law Center foi fundado pelos advogados de correto civil Morris Dees e Joseph J. Levin Jr. 1971, como um escritório para trabalhar em casos de diferenciação nos EUA.

O primeiro presidente de SPLC foi Julian Bond, que foi até 1979, permanece em seu conselho de administração. Em 1979, o SPLC começou seu primeiro julgamento contra inúmeras organizações próximas ao Ku Klux Klan (KKK). Em 1981, o SPLC começou seu projeto “Klanwatch”, pra monitorar as atividades do KKK. “Hatewatch”, foi expandido pra adicionar sete diferentes tipos de corporações e grupos extremistas. Em julho de 1983, os escritórios do Centro foram atacadas com um nanico artefato incendiário, que destruiu o edifício e os arquivos. Em fevereiro de 1985, inmensuráveis participantes do KKK e um simpatizante se testemunharam culpados de crimes federais e estaduais relacionados com o fogo.

o julgamento dos membros do KKK, Joe M. Garner e Roy T. Downs Jr., próximo com Charles Baileyse, se afirmaram culpados de conspirar pra assombrar, oprimir e ameaçar membros de empresas afro-americanas, representadas pelo SPLC.

  1. Criar uma página internet de âmbito local
  2. dois Simetria floral
  3. As mulheres casadas precisam requisitar autorização aos maridos pra trabalhar
  4. Chile / Convocados pro amistoso contra o Equador
  5. Coleção Artística da Universidade do minho
  6. Burner, David. John F. Kennedy and a New Generation (1988)

De acordo com Dees, mais de 30 pessoas foram detidas em conexão com planos para assassiná-lo ou voar pelos ares o Centro. Em 1984, Dees tornou-se alvo de tentativas de assassinato de a organização The Order, um grupo supremacista branco revolucionário.

Outro de seus objetivos, o radialista Alan Berg, foi assassinado por um grupo na frente de tua casa no Colorado. Em 1987, o SPLC ganhou o modo contra United Klans of America pelo linchamento de Michael Donald, um jovem negro, em Mobile (Alabama).

O SPLC usou uma estratégia ótimo sem precedentes, responsabilizando a organização dos crimes de participantes individuais, pra se comprar uma sentença de sete milhões de dólares para a mãe da vítima. O veredicto, que levou o United Klans of America pra bancarrota. Sua sede nacional, foi vendida por por volta de cinquenta e dois 000 dólares pra pagar a sentença.

Em 1987, cinco membros do White Patriot Party, uma derivação do KKK, foram condenados por assalto de material militar e de conspirar para o assassinato de Dees. Em 1989, o Centro inaugurou o Civil Rights Memorial, construído por Maya Lin. O projeto “Teaching Tolerance” (“Ensinado tolerância”) iniciou-se em 1991 e o teu programa “Klanwatch” foi expandido gradualmente pra incluir outros projeto de vigilância de grupos de ódio e extremistas conhecidos nos Estados unidos. Enquanto que Metzger perdeu sua casa e a promessa de publicação de equipamento, não se conseguiu a quantidade de dinheiro que havia sido concedida pelo juiz.